Wednesday, August 21, 2013

Illustration Love: Lisa Congdon

Estou apaixonada pelo trabalho da Lisa Congdon. Ando a seguir o blog há uns meses mas não me tenho detido muito tempo nele, excepto para desejar ter um terço do talento, ideias e paciência.
Hoje detive-me um pouco mais e li alguns posts com mais atenção. Para além do talento que me impressiona, percebi que ela é uma rapariga nervosa, tal como eu, que tenta equilibrar o lado artístico e lúdico com o seu negócio criativo. Gosto muito do registo com que escreve e me maravilha constantemente com o seu trabalho. Quando crescer gostava de ser assim. Se puderem leiam o post de hoje onde a lisa reflecte sobre a concentração no nosso trabalho e a comparação com o que fazem os outros. Merece muito a pena. Assim como todo o blog e o website. Uma verdadeira fonte de inspiração.

I'm in love with Lisa Condon's work. I've been following her blog for a few months and didn't give it much attention, except to wish I could have one third of her talent, ideas and patience.
Today I stuck around and read more posts. Besides her talent, she is a nervous girl, just like me, trying to balance her artistic fun side with the creative business. I love the way she writes and get constantly wondered by her work. When i grow up I'd wanna be like her. If you can, read the today's post, she reflects about focusing in our work and comparing our work with others'. It's worth it. As is the blog and the website. Really inspiring.











4 comments:

alva quase transparente said...

thanks for the tip.
Fui ler, fui ver. gostei muito do trabalho. o texto fez-me realmente pensar. faço muito isso a mim mesma, comparação, achar que o meu trabalho é péssimo comparado com os outros. e no fim, fico triste, obviamente.
sou demasiado exigente e no caminho, perco o prazer do que que estou a fazer, por estar demasiado focada no objectivo ou no que se passa à volta.


definitivamente, algo a repensar

:)

Analog Girl said...

Ainda bem que gostaste Alva, acho engraçado que ela fala muito da experiência pessoal, mas o texto e extensível a várias áreas que não a criativa, a várias experiências que não sejam falar numa conferência e a qualquer outra característica nossa. E faz pensar que não há nada como procurar um equilíbrio. :)
Acho-o um blog muito inspirador.

Marta Prima said...

Joaninha,
A Ilustração azul foi transformada num tecido, que por sua vez foi transformada em cadeira... está na área...andei por acaso a namorá-la, ficava um espetáculo na minha sala nova...mas é cara para mim.
Beijos, adoro este cantinho.

Analog Girl said...

:)
Sim, ela faz padrões para têxteis e papéis de parede, eu adorei este, deve ficar lindo na cadeira (e imagino que na tua casa também...)
Beijinho e obrigada!! **