Thursday, August 30, 2012

90 posts!

Aproveito o meu 90º post (como é que se escreve isto por extenso?) para uma curta reflexão. Comecei este blog há pouco mais de um ano, a ideia é torná-lo uma força motivadora para as minhas actividades criativas, sejam elas quais forem e com que resultados gerarem. A ideia é que neste espaço eu não tenha medo de cair, de errar, tenha apoio ou críticas (até agora apoiaram-me sempre fortemente, só posso estar agradecida). 
Na verdade nunca tive grande problema em expor-me nos meus blogs, e mesmo estando o meu "blog oficial" cheio de desabafos sentidos, pensamentos parvos do dia-a-dia, de textos onde despejo a minha agonia, e este seja algo mais pensado e mais estruturado, tenho vindo a perceber que as diferenças entre os dois vão sendo cada vez menores. Este estreitamento tem uma coisa muito positiva, que me faz sentir que estou mais produtiva e tenho mais orientação na escrita dos meus blogs, e que os meus objectivos com o Box estão a tornar-se cada vez mais uma parte integrante de mim.
Um dia acho que os fundirei num só. Ainda não sei quando nem em que moldes o farei. Mas já penso nisso e confesso que a ideia agrada-me. Resta saber se sem A sequela a servir como filtro este Box ficará com este registo mais pacífico e tranquilo que me agrada e que eu quero que se mantenha (e desenvolva nesse sentido, claro).

Foto do dia

A foto não é de hoje, é de terça. Eu e os meus colegas de sala pegámos nos carros, acelerámos por essa marginal fora e fomos almoçar ao bar dos gémeos na praia da Torre, onde devorámos os melhores hamburgueres do mundo. Entretanto o tempo estava tão deliciosamente melancólico e nublado, e a praia tão serena e calma que não resisti a "instagramar" o momento.
Acho piada como estes novos "verbos" entraram na nossa vida aos poucos, consoante os vícios da internet e das redes sociais, se tenho blog, estou a "bloggar", se tenho twitter, estou a "twittar", se tenho instagram, lá vou eu "instagramar", ou, o meu preferido, cada vez que visito o Pinterest, vou "pinar".

Sunday, August 26, 2012

Inspiração e muito mais







Há dias atrás, numa troca de comentários num dos blogs da Lazy Cat, lembrei-me de lhe mostrar o blog e o curso grátis da Alisa Burke, e nem passado um dia a Lazy já se tinha inspirado e já mostrava no Facebook pinturas novas e muita inspiração. Lembro-me que quando descobri este blog, através da Art., que fiquei doida para pôr os ensinamentos da Alisa em prática, em experimentar a técnica dela, em ler e reler os conselhos que partilha, mas nunca fiz nada. Hoje deu-se a oportunidade, finalmente de me sentar e testar. Na verdade preciso muito de trabalhar e arranjar uma técnica e uma continuidade, fartei-me de me enganar e a minha mão já não estava tão firme, mas durante umas 3 horas não parei de experimentar, brincar, esperar que seque, vi os vídeos inspiradores do curso e tentei absorver o que lia. Tentei testar a técnica dela quando me deixei levar por uma das fotos que tem no blog. Pintei um céu para as túlipas que já tinham sido feitas noutra ocasião (há demasiado tempo), experimentei copiar e pintar imagens a partir de fotos (quando estou sem criatividade não há melhor), mas são experiências muito incompletas e talvez mais tarde as mostre por aqui.
Enfim, não posso dizer que tenha tirado algumas conclusões, mas dei um primeiro passo, e já ando a fazer de tudo para nos momentos mortos do dia tirar nem que sejam 10 minutos para desenhar um pouco, para desbloquear e começar realmente a fazer as coisas, a arranjar técnica, vontade, a aprender a desenvolver mais e mais as ideias e projectos que já tive e as que hão-de aparecer. Tenho em mãos um desafio de ilustração à minha medida, poderei levar o meu tempo e ir com calma, mas quero muito agarrá-lo e usá-lo para me impulsionar e melhorar. Daqui para a frente tem mesmo de ser.

Friday, August 24, 2012

Fotos do dia: casa maldita


Em S. Pedro do Sul, em frente à nossa casa estava esta casa, abandonada, que tinha sido comprada e estava prestes a sofrer obras ou a ser demolida, não sei. Aposto que um dia que lá volte vou encontrar um cenário muito diferente. Sou uma perdida por casas abandonadas. Descobri há dias uma não muito longe de casa e já ando a criar cenários na minha mente e a pensar pegar na máquina e tentar fotografá-la.
Mas voltando a esta, aquela porta conta uma história, e é inevitável criar um cenário, um enredo, um final trágico na minha mente. Adoro o jogo de luz nas texturas antigas dos materiais. Adoro imaginar o que se terá passado por ali. 

Wednesday, August 22, 2012

How wonderful Wonderland is








Estou apaixonada por este projecto da Kirsty Mitchell. Já há poucas semanas tive conhecimento do mesmo mas não me deu para o investigar a fundo. Hoje consegui um buraquinho para espreitar como deve ser o site da autora, e ler como tudo começou, como ela se dedicou ao projecto como uma homenagem à mãe, e deixei-me contagiar pelo espírito criativo desta fotógrafa, e lembrar-me que um sítio onde sempre fui inspirada e feliz foi na minha imaginação e em contos de fadas. 
Isto dá ânimo a qualquer um. Segundo a autora todas as imagens são encenadas com objectos reais, criados por ela, emprestados, oferecidos, e com a boa vontade e muito trabalho voluntário de quem acreditou neste projecto e lhe quis dar uma mãozinha. Claro que as fotos têm uma pós-produção elaborada, mas ver as fotos de bastidores, nos cenários reais, e os detalhes elaborados dos adereços, imagino tão facilmente os momentos de planeamento, noites mal dormidas debruçada sobre papéis e materiais diversos para dar corpo à sua visão. (Re)vejo-me tanto neste processo que é impossível conter o entusiasmo. Um dia hei-de encontrar um projecto destes, à minha medida, ao qual me dedicarei de corpo e alma. E, para já, suspiro por estas fotos que fazem a imaginação disparar e aguardo que o livro seja editado brevemente.

Wednesday, August 15, 2012

Foto do dia


Agora que tenho uma máquina nova cheia de funcionalidades e o lightroom para experimentar um pouco mais, não faz sentido não partilhar convosco a ocasional foto que me agrade. Nunca fui a pessoa mais dedicada à fotografia, mas a febre pegou cá em casa e andamos entretidos a tirar fotos à vez, a objectos, a lugares, a animais, aos amigos e família... Enfim, esta tirei-a durante um churrasco no domingo passado e pareceu-me merecedora de figurar aqui pelo blog. Aliás, espero que isto signifique uma melhoria nas futuras fotos de objectos e trabalhos meus que aqui venham aparecendo.

Tuesday, August 14, 2012

Pillow talk




Num episódio dos Simpsons em que o Homer compra uma enciclopédia de carpintaria e a deixa ao esquecimento, a Marge decide instruir-se e passar a ser ela a fazer as pequenas obras em casa. Ao terminar o primeiro arranjo ela fica de tal modo tocada que se esquece que o que sente é o chamado "accomplishment", coisa que já se esquecera havia muito.
Foi mais ou menos assim que me senti quando terminei esta primeira almofada para as cadeiras da varanda. A ideia estava toda na minha cabeça, não usei nenhum modelo, até porque queria uma coisa simples e básica. O enchimento pode não ser o mais indicado, é muito mole, mas enquanto não compro nada mais adequado acho que serve muito bem. Agora vou fazer o par correspondente, fiquei mesmo feliz com o resultado.

(pequena nota: as riscas estão desencontradas de propósito, queria mesmo este ar meio tosco e livre)

UPDATE: Já tenho duas. Ontem peguei no tecido que restava, na máquina e nas linhas e habemus duas almofadas!

Sunday, August 12, 2012

Eu sabia!

Eu andava aqui com uma certa comichão em relação a este blog. E percebi o que era. Contrariando a minha proverbial memória de elefante, esqueci-me completamente do primeiro aniversário do meu "Box". E digo isto porque, apesar de escrever A sequela há tanto tempo (e antes desse houve outro que entretanto fechei), o Box, mesmo negligenciado e maltratado como é, tem sido o meu ponto de equilíbrio. Há um ano e uns dias atrás eu estava perdida, a querer fazer tanta coisa e sem saber como lá chegar. A única coisa em que soube pensar, e, com o apoio do meu amor e da psicóloga, foi em criar este blog para finalmente me por a mexer. Houve fases bem criativas, no início andava doida pelas tentativas da ilustração, depois debrucei-me pelos feltros e as decorações de Natal, os desafios fotográficos, e ultimamente, os pequenos contos, sempre com muita pausa pelo meio. Mas um ano em cheio apesar de tudo. E agora que deitei tantas cartas na mesa apetece-me retomar este blog e esforçar-me ainda mais. E diversificar ainda mais, perder-me neste mundo que o Box se tornou para mim. 
Enquanto a silly season não passa, não garanto grandes evoluções, mas quero muito dar mais passos, crescer e aprender mais e mais. Por isso hei-de voltar com novas experiências, testes e brincadeiras, e espero não desiludir os meus seguidores.