Monday, May 26, 2014

O que é uma pagela?

Pois, até há um mês e pouco, eu não sabia. 
Ao que parece é uma pequena folha com orações ou uma imagem sagrada, e é tradição que os miúdos, ao fazerem a primeira comunhão as troquem entre si. Nem eu nem a minha irmã tínhamos tido nada disto no nosso tempo, mas o meu primo ia ter e eu fui convidada pela minha tia a pensar em algo diferente do que já existia. Isto era um senhor desafio. 
Imagens religiosas?
Uma tradição antiga em que eu teria de remexer e repensar?

Claro que disse que sim, estava intrigada com o desafio, mas confesso que estava preocupada com o seguimento que daria à coisa.

O que poderia eu fazer?


Os exemplos que a minha tia me arranjou eram demasiado pesados, com ilustrações desactualizadas e feias, nada apropriado a uma criança de 9 anos (nem a algo que eu gostasse de experimentar, confesso). 

Uma delas pareceu-me mais interessante, tinha formato de um marcador de livros, e tinha a oração do anjo da guarda com um desenho que parecia ter feito por uma criança. E de facto, a oração mais simples e bonita é mesmo esta. Comecei a fazer alguns esboços, brinquei com tipografia manuscrita e reciclei algumas das ideias dos exemplos que tinha, trocámos ideias, e o anjo da guarda acabou por ganhar. Especialmente porque a minha ilustração era personalizada, e incluía uma pequena versão do meu primo com os óculos e claro, camisolas às riscas, que começam a ser um hábito nos meus personagens. E ficou assim, também um marcador de livro.

Eles adoraram, eu também fiquei contente com as cores e os resultados (se bem que alterava alguns detalhes) e tive óptimas reacções, não só da família, mas de outros pais e professores, e talvez coisas novas nasçam destes contactos. 

Foi uma experiência diferente e adivinhava-se difícil ao início, mas com isto percebi que conseguimos superar as aparentes dificuldades e encontrar soluções criativas para praticamente tudo... :)



Que vos parece? Desafio superado?

Parar. Recomeçar.

Respirar fundo. Descansar, aproveitar o sofá, a esplanada, o sossego. Encontrar a paz em tarefas mundanas do dia-a-dia. Ontem foi um dia de parar, finalmente, depois de fechar alguns trabalhos que exigiram muito tempo e energia ao longo das últimas semanas. Sempre feitos com dedicação e vontade de me superar, claro, mas ainda assim, puxadinho. Projectos novos, desafios, na expectativa de que me levem a algum sítio diferente de onde estava. E a verdade é que já estou nesse sítio diferente, mesmo que daqui não nasça mais nada. Sobrevivi aos dias de cansaço das horas que não dormia, ao stress do trabalho durante o dia enquanto procurava novas maneiras de ser criativa à noite. Custou, pediu muito de mim, mas provou-me que sou capaz de me superar e dá-me ainda mais motivação para o que vier aí. 
Cada vez mais acredito que criamos a nossa sorte, e que ter sorte dá trabalho. Mas depois dos dias mais complicados e difíceis conseguimos uma aberta para descansar, para reorganizar as ideias e pensar em coisas novas. E claro que depois de fechar um projecto, estou ansiosa para começar outros quantos mais. Para já, começar a aproveitar o curso da Alisa Burke que ganhei em sorteio no blog dela para relembrar o quão bom é voltar a desenhar e voltar a escrever no blog como deve ser. Sinto saudades dessas tarefas simples que antes eram o meu alimento quase diário. Esta semana começa uma nova etapa, novos projectos e ideias surgirão, mas agora com mais calma. Vamos a isso? Boa semana. 

Sunday, May 11, 2014

Update (só porque sim)

Todos os dias penso que devia cá vir mais vezes, todos os dias faço textos mentais que gostava de escrever por aqui, aponto temas no meu caderninho de notas sobre posts que quero escrever, e todos os dias não há tempo. O trabalho, os projectos, a ilustração que estou a fazer para a primeira comunhão do meu primo, a vida de dona-de-casa, as horas no ginásio e a tentativa de fazer dieta. Há mil coisas a fazer e a viver e eu ando a agarrar tudo o melhor que posso, enquanto posso. Todos os dias há coisas a fazer, a terminar, a tratar. Há coisas boas a acontecer, e haverá posts bonitos a seu tempo. Por enquanto fica um "estou viva!" e a promessa de não largar o blog ao abandono.
Boa semana!