Tuesday, September 27, 2011

guilty


A última vez que peguei nas aguarelas foi precisamente para exemplificar o porquê de não pegar em aguarelas...

A rapariga dos rabiscos





Gosto de fazer esboços. Quase nunca chego a um produto final, porque o que eu gosto, o que eu quero é colocar a ideia no papel o mais rápido possível. Claro que há trabalhos que têm de ser elaborados e pensados (aliás, é um dos motivos porque este blog anda tão apagadito, não tenho tido tempo para me dedicar a este projecto como gostaria), mas, como já tenho apregoado, não sou moça de primar pela paciência e então, quando não há tempo, mas há vontade, rabisco até me cansar.
As imagens que vos deixo têm algum tempo. As duas primeiras desenhei-as o ano passado (ou foi há dois anos?), a caminho de Odeceixe e da minha terrinha amada, no fim-de-semana do Festival Sudoeste. O rapaz com o cão foi uma imagem que me ficou enquanto nos aproximávamos da Zambujeira. Este rapaz ia calmamente pela estrada nacional sem se preocupar com a falta de iluminação, nem com a distância a que ainda estava do Festival. Impressionou-me e assim que pude registei-a como me lembrava. A segunda é um travão de uma pequena comporta do canal (o famoso), que passa pela terrinha também.
Os últimos três vieram de uma loucura que se me passou depois de rever o Batman II, by Tim Burton, claro, e de como adoro a grotesca personagem do Pinguim. Gosto que este aspecto rabiscado se assemelhe, por pouco que seja, ao estilo do Tim (já alguma vez disse que o adoro?).

Tuesday, September 13, 2011

Costura - 1, desenho - 0

Não tenho desenhado nem pintado nada, para grande pena minha. A semana passada tive um absurdo de trabalho, de tarefas de dona-de-casa, de cansaço e falta de vontade que não consegui pegar no lápis, caneta, ou pincel. Acho que fiz um breve esboço de um telescópio mas ficou-se mais pela vontade. Há uma ideia que ando a magicar, mas enquanto aguardo a minha encomenda de mais aguarelas, pincéis, base de corte e materiais para o mesmo (eu disse que queria experimentar ilustração com recorte de papel) ela tem ficado pela cabeça apenas.
Entretanto no fim-de-semana aventurei-me na costura e já produzi qualquer coisinha com bom aspecto. É difícil determinar o que me apetece mais fazer neste momento, se pudesse, o dia teria outras 24 horas para poder ter tempo para tudo.
Tenho um post pensado para esta semana e mais desenhos para mostrar, ainda que velhinhos, portanto, volto em breve. Este blog não será largado ao abandono.


Monday, September 5, 2011

Yuhu! Já tenho um endereço de e-mail para este blog (está lá em baixo, juntinho ao meu perfil). Está certo que é partilhado com o outro, mas é uma novidade para começar a semana e sabe-me bem. E espero que façam uso dele para me sugerir temas semanais e essas coisas. Soon enough haverão novos posts.

Thursday, September 1, 2011

Baralha e volta a dar




Tenho imensa vontade de experimentar composições com recortes. Fiquei especialmente motivada quando conheci o blog da Brittney Lee, que tem composições fantásticas, e eleva estas técnicas a todo um outro patamar. Adoro os detalhes pormenorizados, o traço tão simplista e muito Disney-like (ela trabalha com a Disney, ainda por cima), e admiro muito a paciência que ela tem que ter.
Ainda estando a anos-luz da técnica dela (e faltando algum material que ainda não comprei), pensei em pegar nas árvores que desenhei no dia do blackout no trabalho. Tinha ideia de as recortar e experimentar misturá-las com outro género de desenho/pintura/técnica.
Lembrei-me de encher o pincel de água e fazer as manchas aguadas com aguarela, misturar algumas cores, vê-las a unir-se e depois, ainda quando estava molhado, coloquei o recorte por cima. Quando secou ficou bem coladinho e lá se mantém. O único problema é que, como era papel de máquina, começou a absorver a água e a tinta e ficou ligeiramente salpicado (aqui não se vê porque a foto foi tirada com a tinta ainda muito fresca). Daqui para a frente vou experimentar papel mais resistente e deixar secar a aguarela um pouco mais. De qualquer maneira, parece-me promissor e apetece-me experimentar esta "técnica" com mais afinco daqui para a frente.