Wednesday, October 30, 2013

Saca! // Draw!


Parece tão fácil arranjar desculpas para não fazer mais qualquer coisa no dia-a-dia. Ou é porque tive muito trabalho e tenho a cabeça cansada, ou é porque fui ao ginásio e doem-me os músculos, ou é porque precisei de ir às compras ao supermercado e só a televisão e a inércia instantânea que causa é que servem para descansar. É fácil arranjar estas desculpas e eu conheço-as todas. Tenho dias em que preciso de uma pausa, mas não podem ser todos os dias. Não dá para desligar o interruptor de trabalhadora a tempo inteiro, mulher, filha, irmã, dona-de-casa, super-mulher quando é preciso... Tudo recai sobre mim e eu nem dou conta. Mas este não é um post de desabafo, isto é um post de "deixa-te de tretas". Eu tenho de arranjar tempo para desenhar. Porque eu adoro desenhar, eu adoro cor, formas, rabiscos, ilustrações, adoro perder-me na folha branca com o lápis, o pincel e as aguarelas, eu adoro sonhar com ilustrações que quero fazer. E tenho de fazer, simplesmente. Sem preconceitos, sem medos, sem hesitações. Estou farta de passar os dias com esta fina angústia de não conseguir chegar aquele ponto que eu desejo, para o qual trabalhei durante o coaching, com o qual continuo a sonhar e a delinear planos e vontades. Na segunda feira roubei um momento só para mim, Faltei a uma aula de yoga para isso, mas às vezes preciso de outro tipo de meditação. E é bom, é simplesmente bom fazer aquilo que gostamos, mesmo que seja por apenas 20 minutos, sabe bem receber um beijinho de apoio da cara metade e um elogio pelo que faço. E tem de acontecer mais vezes. Todos os dias.
Por isso, começando já em Novembro, quero seguir este desafio. Há vários meses que a Milk Woman me enviou este blog e não há mês em que não pense "é desta que me vou juntar?", e nunca é. Pois é agora, em Novembro, que pego em mim e vou vencer a inércia, um dia de cada vez. Quem quer?


It seems so easy to just pull of a simple excuse not to do that extra little thing in the daily life. It's because i have too much work and my head is tired, or I went to the gym and my muscles are sore, or I needed to go to the supermarket and only the blessed inercia caused by TV will help me relax. It's so easy to find these excuses and I know them all. There are days when I just need a break, but I can't have it everyday. I can't unplugg the hard working, wife, daughter, sister, housewife super-woman extraordinaire... Everything rests on my shoulders,  without me noticing it. But this isn't a "cry on your shulder" post, this is a "cut the crap" post. I Have to find time to draw. Because I love to do it, I love colour, shapes, doodles, illustrations, I love to loose myself in the white sheet with my pencil, brush, and watercolors, and love to dream about everything I want to make. And I have to do it. Without prejudice, fears or hesitations. I've had it with this daily anguish I can't shake, of not being able to get where I want to, for which I workes in my coaching sessions, with which I still dream and plan about. Last monday I stole me an hour. Missed a Yoga class for that but there are so many types of meditation. And it's great to simply do something we love, even for 20 minutes, feels good to receive a kiss and encouragement from my better half and a compliment for whatever I do. And this has to happen more often. Every day.
So, this November I will take action and challeng myself with this. Several months ago, Milk Woman send this to me and there's not a single time I visit this blog without thinking "Will I join?", and I never do. So now's the time, I will beat inercia, a day at a time. Who's in?

Sunday, October 27, 2013

Organiza-te! // Organize yourself!

Andei quase uma semana a sonhar com este fim-de-semana. Mais do que fazer uma merecida pausa, o que eu queria mesmo era arranjar tempo de qualidade entre mim e o meu armário, no escritório. A verdade é que pouco ou nada adiantei das arrumações que previa para este Outono, até ontem, dia em que, já com medidas tiradas e uma ideia fixa na cabeça, levantei-me bem cedo, fui comprar a estante pequena mais barata que encontrei com a ideia fixa na cabeça de minimizar a tralha que se acumulava alegremente num canto, e pelo caminho, arranjar espaço para guardar as coisas mais "feias" que estão expostas no escritório. Portanto reduzir e reorganizar eram as minhas grandes prioridades quando deitei as mãos à obra por volta do meio dia (já depois de ter arrumado tralha que tinha no meu carro, e fazer as compras todas, legumes e fruta incluídos). Houve uma altura que pensei mesmo que não ia superar a visão das caixas de sapatos espalhadas, da estante baratinha com as furações todas tortas e os parafusos a fazerem as prateleiras estalar, misturadas com os sacos de plástico cheios de lixo no chão do escritório, mas o facto é que consegui colocar tudo em ordem. Só em roupa despachei dois sacos grandes cheios até acima, em lixo foram uns 3 ou 4 sacos, e esvaziei 3 caixas de arrumação. Foi um trabalho titânico para uma pessoa (só umas 7 ou 8 horas à volta de tralha) só e ainda está longe de ter acabado, mas foi um excelente começo.  O meu pior pesadelo de feng-shui começa finalmente a ganhar ordem. Para breve: redecorar (e ainda arrumar mais tralha! Viva!).
Quando esta divisão estiver arrumada como eu pretendo espero finalmente poder passar lá longos períodos nos fins-de-semana a pintar, desenhar, ler... enfim. Quero sentir que vou ter um escritório onde possa passar algum tempo. E já está a valer a pena o esforço! 

I've been dreaming all week for this weekend. No so much for the needed break, but so i could spend some quality time between me and my wardrobe, in my home office. The truth is, I had barely started my home organization plans for the Fall, until yesterday, when I left home early with my mind set on buying a small cheap shelf to organize the happy mess developing inside the wardrobe, and also, remove the "ugly" things exposed along the office. So, reduce and reorganize were my priorities when I started around noon. There was a brief moment when I though I couldn't get over the mess that got installed with the half assembled shelf, the shoe boxes and garbage bags all over the small room, but somehow I did it. I got rid of two big bags of clothes I don't wear anymore, had 3 or 4 plastic bags full of garbage and emptied 3 storage boxes to use later. I was a titanic task for one person ( I spent around 7 or 8 hours in this) and although it is far from being over, I had a great start. My feng-shui nightmare of a home office is finally coming to an end. Next in line: redecorate (and more decluttering too! Yay!).
When this room is organized the way I want it to be, I'm hoping to spend long weekend hours painting, drawing, reading, reading... Want to have somewhere worth spending my time on. It is worth the effort already! :)

Thursday, October 24, 2013

It looks like Christmas!


Numa fase em que a desorganização impera, em que não encontro muito mais tempo livre para além daquele despendido em cozinhar o jantar, fazer algum exercício físico e yoga e ver a última temporada do Breaking Bad, é bom poder tirar um bocadinho do dia para rever e matar saudades desta miúda. E como ela se apercebeu que ando a salivar pelos bolos dela, resolveu surpreender-me com este mimo (e se está delicioso, minha gente...). E de repente um dia cinzento e chuvoso, em que apanho 1 hora de trânsito para percorrer os poucos quilómetros que separam a minha casa do trabalho, tornou-se luminoso e muito mais bonito. Até fiquei sem jeito com este gesto tão carinhoso. Obrigada!
Volto muito em breve com coisas para vos mostrar e contar, ando a passar uma boa parte dos meus dias a suspirar por escrever decentemente no blog. E enquanto suspiro trinco mais uma fatia do meu bolo red velvet com cobertura de cream cheese! Sei que andamos a abusar dos estrangeirismos, mas o que importa? É tão bom!

(quanto a vocês não sei, mas eu já estou aqui a salivar... Esta miúda vai longe!)

At a stage when the disorganization prevails, where I don't find any free time except for cooking dinner, do some exercise and yoga and see the last season of Breaking Bad, it's good to take a little bit of the day to see this girl. And as she realized that I've been craving for her cakes, she decided to surprise me this treat (and it is delicious, I tell ya). And this is how a gray rainy day, when I'll get one hour in traffic to travel the few kilometers that separate my home from work, becomes brighter and so beautiful. I was speechless with her tender gesture.
I'll be back very soon with things to show and tell, I spend a good part of my day sighing and hoping I could write this blog more often. And as I sigh, I eat a little bit more of my red velvet and cream cheese covered cake. It's so good!

Thursday, October 17, 2013

I just felt like it


Esta semana // This week

Para não variar, esta semana começou com a loucura do trabalho, que me impede de vir ao blog com a frequência que gostaria. Tenho o chefe de férias mas nem por isso há dia santo na loja. Apesar da movimentação acho que estou a ter uma semana interessante e animada. 
Ontem tive uma estreia, dei por mim a fotografar um evento de trabalho. Foi interessante assumir uma função que não é a minha, tive direito a receber pequenos prémios e ainda tive direito a fazer algo de diferente e criativo que acabou por ser bastante elogiado. Foi bom e absolutamente cansativo, mas é sempre agradável voltar do evento e ter uma encomenda muito especial à minha espera.

It's not new that this week started off with some crazy days at work, and prevented me from updating the blog as frequently as I wanted. My boss is on vacation but I'm not having such an ease time as expected. But I'm still having a interesting and enjoyable week.
Yesterday was a first to me, I had to photograph an event at work. It was interesting to assume a function that is not mine, I earned some small prizes, and ended up doing something different, yet creative that everybody complemented me on. It was good and very exhausting, but was really nice coming back and having a very special delivery at my desk.

Estou cada vez mais fã da Made in Paper, a Rita responde a todas as questões quase imediatamente, é super rápida no envio das encomendas e ainda me fez a gentileza de perdoar um pequeno atraso no pagamento para que eu pudesse aproveitar uma promoção. Recomendo muitas vezes! E ainda ficou muito por encomendar para o futuro... 

I'm falling more and more in love with Made in Paper, Rita answers all my questions almost immediately, is super quick to send the packages and still was kind enough to accept a delayed payment so I could access a promotion. I recommend it! And there are so many things to order for the near future...


Outro assunto que me tocou esta semana é a cópia descarada que a empresa Cody Foster fez do trabalho da Lisa Congdon. Já não é a primeira vez que vejo isto a acontecer e choco-me sempre quando acontece. Apesar de ter uma dimensão diferente, sei o que é ter o trabalho copiado (e mal copiado) para benefício de outros. Ando a acompanhar com interesse o desenvolvimento do caso e a torcer pela Lisa. 

Other subject this week is the Cody Foster's copy of Lisa Congdon's work. It's not the firt time I see this happening but it always shocks me. I know what it's like to have my work copied (and poorly done), even in a smaller scale. I'm following the developments very closely and cheering for Lisa.

Por fim, e numa nota mais pessoal, este artigo (partilhado no Facebook pela querida Rafa do Odisseandoem que Neil Gaiman explica a importância de ler ficção. Não podia concordar mais. Se já o admirava e respeitava como escritor, agora queria ser amiga dele. Aposto que teríamos muito que falar.
E é isto, o fim-de-semana está aí e com ele dezenas de coisas para fazer e para explorar. Volto em breve. Bom resto de semana!

Finally, at a more personal note, I have to recommend this article (shared on facebook by my sweet girl Rafa from Odisseando) where Neil Gaiman explains why it's important to read fiction. I couldn't agree more. If I already admired and respected him as a writer, now I want to be his friend. I bet we would have a lot to talk about.
And that's it, the weekend is coming and with it, lots of new things to be done. I'll be back really soon. Have a nice remain of week!

Sunday, October 13, 2013

Carimbos e o Natal // Stamps and Christmas


Ontem foi um dia de produtividade como já não me lembrava de ter. Esta coisa de ter a casa só para mim um dia inteiro dá-me realmente o espaço mental e a calma para avançar com algumas coisas. Consegui começar o dia com uma caminhada, tratar de algumas coisas em casa e começar a ver alguns vídeos e apontamentos que tinha (e ainda falta tanto material dos e-courses que comprei). E algo me motivou para me mexer mais seriamente. Quando dei por mim, estava rodeada de material: borrachas, almofadas de carimbo, goiva e de esboços que tinha feito há tempos quando comecei a avançar com esta coisa de esculpir carimbos em borracha. E sem pensar muito, mergulhei nas ideias e comecei a pô-las em prática. E deu nisto. E uma ideia puxa outra e já tenho mais algumas a amadurecerem para a próxima vez. Estou maravilhada com os resultados, adoro as cores e o aspecto tão único que só os carimbos têm. Agora ainda falta decidir onde os utilizar, mas não faltam opções: postais, etiquetas para prendas, padrões para papel de embrulho... E tantas outras que não me ocorrem agora. :)

Yesterday I had such a productive day as I didn't remember the last time I had such a day. This having-the-house-for-me-the-entire-day every week really helps me have the calm and mental space to move thing forward. I started out the day with a walk, took care of some home stuff and then saw some videos and notes (and have so many e-courses ahead, yet). And something really motivated me to move on. When I noticed, I was surrounded by all the needed materials: carving rubber blocks, ink pads, carver and some sketches I have made previously when I still just planned to carve stamps. Without thinking too much, I dove in the ideas and made them happen. And This is what I came up with. An idea followed the other and I already have some more to try next time. I love the results, love the colours and this rough look that only stamps have. I still don't know exactly where to use them but there are tons of options: postcards, gift tags, wraping paper pattern... Along with many others that might come off. :)






Thursday, October 10, 2013

Pássaros outra vez // Birds again

Apeteceu-me voltar a testar desenhos destes. Ainda precisava de uns retoques e gostava de experimentar mais coisas, mas gosto deste aspecto inacabado. E apeteceu-me mostrar. Com banda sonora, já agora.

I felt like testing these drawings. And it still needed some details and try other things, but somehow I like this unfinished look. And felt like showing it. With a little music on the side.

Wednesday, October 9, 2013

Untitled



Há dias que são assim, feitos de saudades. Daquela que dói, que aperta, que rasga o coração com a realidade, mesmo quando nos julgávamos habituados a ela. Fiz o caminho para o trabalho sempre a pensar nela, nos últimos momentos, e lamentar não saber como se sentiu. A impotência e a dúvida ficarão sempre comigo, junto às recordações boas, que felizmente são mais frequentes. Esta foto está sempre comigo, na carteira. Hoje coloquei-a na minha secretária, semi-escondida (para evitar perguntas alheias) e ando a espreitá-la de tempo a tempo. Eu nunca a conheci nesta idade. Mas revejo-me nela e faz-me sentir que ela será sempre parte de mim. E a dor não desaparece, mas suaviza. E sobra o amor, sempre o amor. 

There are days like this, all made of this missing feeling. It hurts, tears the heart out with the reality shock, even when we thought we were used to it.I made my way to work with her on my mind, on her last moments, regreting for not knowing how she felt. The impotence and doubt will forever stay with me, right next to all the good memories, which are more frequent, fortunately. This photo is always on my wallet. Today I placed it over my desk, hidden ( to avoid questions) and I'm picking it from time to time. I never met her with this age. But I see myself in her and it makes me feel like she'll always be a part of me. The pain doesn't go away, but it softens. And all that's left is love. Always the love.

Monday, October 7, 2013

Reagrupar, reorganizar, recomeçar // Regroup, reorganize, restart

Para mim, à semelhança de uma boa percentagem de gente por esse mundo fora, o Outono representa o verdadeiro recomeço do ano. E depois destas férias, apesar de ainda estar a sentir-me um pouco abalada pela recente recaída (acho que passei o Verão todo neste impasse nervoso e emocional e só agora pareço acordar), quero, mais do que nunca, recomeçar. E por onde, perguntam vocês? Bem, eu tinha uns planos todos janotas para esta fase. Queria testar-me, desenvolver todos os projectos que tenho na cabeça, queria ter usado o verão para experimentar todos os cursos online que tenho em espera, para criar toda uma plataforma que me elevasse mais perto dos meus sonhos, mas ali estava eu, a impedir-me a mim própria, a concentrar-me nas derrapagens do dia a dia e sem conseguir conquistar o Universo. Pois bem, os planos refazem-se, tive um revés, um atraso, mas isso não significa que não consiga andar para a frente na mesma. E assim reajusto-me. Devemos sempre ouvir o nosso corpo e mente e neste momento a minha pede-me muita calma e uma coisa de cada vez.

Neste Outono eu quero por a minha casa em ordem. Há tanta coisa que eu queria arrumar, destralhar e modificar no meu pequeno apartamento e sinto que se não aproveito o embalo, nunca o vou conseguir fazer. Por isso, e começando pela cozinha que brevemente receberá um novo forno e placa, quero organizar e arrumar armários e gavetas, tratar de pendentes parvos como sapatos que precisam de ser arranjados e por pilhas nos relógios, dar uma volta ao escritório que está medonho (adorei esta ideia e quero adaptá-la assim que descobrir a melhor solução), encontrar soluções de arrumação para o meu roupeiro e reorganizar o espaço de arrumação debaixo da cama. Com isto tudo, estou com vontade de apostar em nova decoração, começando pelas almofadas que quero fazer (olá costura!), passando pelo Natal e novas ideias handmade e (espero eu) terminando numa pintura às cadeiras da sala, que poderá ser uma empreitada para a Primavera (será loucura mudá-las de preto/castanho escuro para amarelo?).
No meio disto tudo, haverá tempo para os cursos online e ainda para aquele pequeno projecto que aqui falei não quero abdicar ou adiar e que divulgarei no início de Dezembro aqui pelo blog. Como?, perguntam vocês? Pois bem, o senhor meu "marido" inscreveu-se num curso que terá lugar aos sábados, o dia todo, e já decidi que vou aproveitar o melhor que puder as horas que tiver ao meu dispor, sem ficar fechada em casa dias inteiros, claro. E, para quem está a pedir para abrandar parece-me que estou a abusar, mas estou em crer que tudo correrá pelo melhor. Adiei algumas tarefas mais árduas que aguardarão melhores dias. Um passo de cada vez, e as coisas fazem-se. Hoje mesmo, sem querer, dei por mim a apagar toda a minha caixa de e-mail do hotmail, ainda que acidentalmente é menos uma tarefa por concretizar (desde que não pense demasiado naquilo que apaguei). Vocês já conseguiram concretizar alguma tarefa de jeito este Outono ou o bom tempo anda a impedir-vos? Digam-me que não sou a única procrastinadora por aqui...


To me, as for a lot of people around the world, the Autumn represents the real beginning of the year. And after these short vacations on the countryside, and feeling a little shaken with the recent stress (I think that I spent the whole summer in this nervous state and only realizing it now), I want, more than ever, to start over. And where, you ask? Well I had really fancy plans for this time of year. I wanted to test me, to develop all the projects locked in my heade, I wanted to use the summer to check all the online courses I have waiting for me, wanted to create the platform for my dreams to take off, but there I was, stopping myself, just concentrating on the everyday little detours, not being able to conquer the Universe. So, plans are being remade, I had a setback, a delay, but that doesn't mean I can't move forward. So I adjust myself. We always should listen to our body and mind when it's asking to take one day at a time and slow down. 

This fall, I want to reorganize my home. There are so may things to tidy, declutter and change in my small apartment and I must take this chance when I'm feeling motivated or else I might never start. So, starting off with the kitchen which will be having new appliances - which leads to a mandatory and massive organization-, and small everyday-details missing (like taking my shoes to fix them and put new batteries on my watches), I want to turn around my messy home office (loved this idea, must find a way to use it soon), find new solutions for my small closet and storage space below the bed. In the middle, I want to redecorate, starting with pillows that I want to make (hello sewing, long time no see!), and having new handmade christmas decoration and (so help me God) by springtime, paint my living room chairs (is it too much to turn the from black/brownish to yellow?)
In the middle, there will be time to take those online courses and that little project that I mentioned before, that will be ready by early December. For somebody who needs to slow down I feel like I could be pushing myself, but I believe it is possible. I put on hold other big tasks for the future. One step at a time and everything is possible. Today, without noticing, I completely deleted my entire hotmail account inbox, now there's one less task to do (better not to think too much about what I left behind). 

Saturday, October 5, 2013

Fui ali a Trás-os-montes e já voltei // Back from Trás-os-montes

(Já disse que adoro o Outono não já? Did I tell you that I love the Fall?)

Não foi muito fácil pegar em mim, enfiar-me numa camioneta e atravessar meio país para me ir perder entre as montanhas. Com o coração a doer de saudades dos meus, mas com muito carinho à minha espera e muita paz para limpar a cabeça, lá fui eu sozinha pelo interior e pernoitar uns tempos em casa de amigos meus. Quando disse antes que estava cansada estava a usar um eufemismo. Eu estava esgotada. Desde as férias que o meu tempo começou a encurtar, o trabalho a aumentar perigosamente, voltei a sentir palpitações e já não sabia o que fazer ou por onde começar em qualquer situação (profissional ou pessoal). Precisava de me desligar. E consegui. Se nos primeiros dias ainda enviei mensagens de trabalho a colegas meus (e ao que parece ainda bem que o fiz), a natureza tratou de me limpar a mente e a alma e sinto-me novamente mais tranquila, mais eu. O regresso a Lisboa é sempre atribulado (e eu comecei logo por ir ver um filme de terror ao cinema), mas nada me modificou esta sensação de paz que ainda perdura. Eu vi veados a passar à minha frente nas montanhas! Vi um cogumelo gigante e uma cobra! Colhi figos para comer, comi amoras e bagas selvagens. Andei por terras enlameadas onde a minha melhor amiga vai desenvolver um projecto de agricultura biológica e onde o filho dela (que por enquanto cresce na barriga) vai crescer e ser forte e feliz. 
Depois visitei outros amigos que mudaram de vida e vivem agora uma rotina familiar e carinhosa com os filhos, e têm o privilégio de os poder levar à escola a pé e poderem passar muito tempo com eles. Não tenho como agradecer os amigos que tenho, que tiraram tempo para mim, levaram-me para todo o lado e receberam-me sempre com um sorriso e um abraço. Voltei de coração cheio, para me reencontrar com o meu amor que teve abdicou de mim durante estes dias. A saudade era mais que muita, e foi tão bom estarmos juntos de novo!

Hoje já retomei as rotinas habituais da casa. Tenho mil coisas para pensar e organizar, mas estou tranquila e feliz. Volto com as energias renovadas para viver este outono em pleno.

(entretanto, pelo caminho passei pelo Porto, e as saudades são mais que muitas, para além de que há certas meninas que pretendo visitar quando lá for. Inicialmente pensei dar lá um saltinho mas o tempo era limitado e para fazer visitas de médico mais vale não ir. Mas estou ansiosa de conseguir ir lá decentemente para vos visitar. Não está esquecido!)










(começo a achar que devia fazer este processo uma vez por ano, estes lugares deixaram-me abismada. Mas agora quero voltar com o P., passear sem ele não é a mesma coisa...)

It wasn't easy to pick myself up, catch a bus to cross half-country to loose myself on the mountains. I missed the loved ones I left in Lisbon, and my heart ached, but loving friends expected me there. When I told you before that I was tired, I used an euphemism, I was burned out. Since my vacations, my time seemed to shorten up, I felt heart palpitations again and didn't know what to do or where to start in any situation (personal or professional). I needed to turn off. And I was successful. On the first two days I texted my coworkers with reminders of works in progress (and apparently I did a good job!), but then nature cleansed my mind and soul and I felt more calm, more me. Returning to Lisbon is always a bit messy (and I started out by going to the cinema to watch a horror movie), but nothing took this peaceful feeling. 
I saw deers running across me on the mountains! I saw a giant mushroom and a snake! I picked figs from the tree, and blackberries. I walked through muddy lands that will have my best friend's project for biological agriculture and where her son (still in her womb) will grow up strong and happy. Then I visited other friends that changed their lives, and now live a loving routine with their sons, walking them to school everyday and spending lots of time together. I can't find the words to thank all my good friends who took the time off their lives and showed me around and always had a smile and a hug for me. I came back with my heart fulfilled, to meet my loved one again, who let me go for these days. I missed him so much, it was wonderful being together again. Today I'm back to my home routines. I have a lot on my mind to think and do but I'm so peaceful and happy. I'm ready to fully live this autumn.