Saturday, October 5, 2013

Fui ali a Trás-os-montes e já voltei // Back from Trás-os-montes

(Já disse que adoro o Outono não já? Did I tell you that I love the Fall?)

Não foi muito fácil pegar em mim, enfiar-me numa camioneta e atravessar meio país para me ir perder entre as montanhas. Com o coração a doer de saudades dos meus, mas com muito carinho à minha espera e muita paz para limpar a cabeça, lá fui eu sozinha pelo interior e pernoitar uns tempos em casa de amigos meus. Quando disse antes que estava cansada estava a usar um eufemismo. Eu estava esgotada. Desde as férias que o meu tempo começou a encurtar, o trabalho a aumentar perigosamente, voltei a sentir palpitações e já não sabia o que fazer ou por onde começar em qualquer situação (profissional ou pessoal). Precisava de me desligar. E consegui. Se nos primeiros dias ainda enviei mensagens de trabalho a colegas meus (e ao que parece ainda bem que o fiz), a natureza tratou de me limpar a mente e a alma e sinto-me novamente mais tranquila, mais eu. O regresso a Lisboa é sempre atribulado (e eu comecei logo por ir ver um filme de terror ao cinema), mas nada me modificou esta sensação de paz que ainda perdura. Eu vi veados a passar à minha frente nas montanhas! Vi um cogumelo gigante e uma cobra! Colhi figos para comer, comi amoras e bagas selvagens. Andei por terras enlameadas onde a minha melhor amiga vai desenvolver um projecto de agricultura biológica e onde o filho dela (que por enquanto cresce na barriga) vai crescer e ser forte e feliz. 
Depois visitei outros amigos que mudaram de vida e vivem agora uma rotina familiar e carinhosa com os filhos, e têm o privilégio de os poder levar à escola a pé e poderem passar muito tempo com eles. Não tenho como agradecer os amigos que tenho, que tiraram tempo para mim, levaram-me para todo o lado e receberam-me sempre com um sorriso e um abraço. Voltei de coração cheio, para me reencontrar com o meu amor que teve abdicou de mim durante estes dias. A saudade era mais que muita, e foi tão bom estarmos juntos de novo!

Hoje já retomei as rotinas habituais da casa. Tenho mil coisas para pensar e organizar, mas estou tranquila e feliz. Volto com as energias renovadas para viver este outono em pleno.

(entretanto, pelo caminho passei pelo Porto, e as saudades são mais que muitas, para além de que há certas meninas que pretendo visitar quando lá for. Inicialmente pensei dar lá um saltinho mas o tempo era limitado e para fazer visitas de médico mais vale não ir. Mas estou ansiosa de conseguir ir lá decentemente para vos visitar. Não está esquecido!)










(começo a achar que devia fazer este processo uma vez por ano, estes lugares deixaram-me abismada. Mas agora quero voltar com o P., passear sem ele não é a mesma coisa...)

It wasn't easy to pick myself up, catch a bus to cross half-country to loose myself on the mountains. I missed the loved ones I left in Lisbon, and my heart ached, but loving friends expected me there. When I told you before that I was tired, I used an euphemism, I was burned out. Since my vacations, my time seemed to shorten up, I felt heart palpitations again and didn't know what to do or where to start in any situation (personal or professional). I needed to turn off. And I was successful. On the first two days I texted my coworkers with reminders of works in progress (and apparently I did a good job!), but then nature cleansed my mind and soul and I felt more calm, more me. Returning to Lisbon is always a bit messy (and I started out by going to the cinema to watch a horror movie), but nothing took this peaceful feeling. 
I saw deers running across me on the mountains! I saw a giant mushroom and a snake! I picked figs from the tree, and blackberries. I walked through muddy lands that will have my best friend's project for biological agriculture and where her son (still in her womb) will grow up strong and happy. Then I visited other friends that changed their lives, and now live a loving routine with their sons, walking them to school everyday and spending lots of time together. I can't find the words to thank all my good friends who took the time off their lives and showed me around and always had a smile and a hug for me. I came back with my heart fulfilled, to meet my loved one again, who let me go for these days. I missed him so much, it was wonderful being together again. Today I'm back to my home routines. I have a lot on my mind to think and do but I'm so peaceful and happy. I'm ready to fully live this autumn. 

13 comments:

Lazy Cat said...

Tão bom =) Temos um país lindo, caramaba.

Nikki said...

Que maravilha! Há tanto tempo que falámos numa escapadinha para ti, não podias ter escolhido melhor altura nem lugar!
E assim deste mais um passinho no sentido do bom caminho. Linda menina. ;)

E que lugares lindos, belas fotos!
Beijos com saudades

Analog Girl said...

Podes crer Lazy, e é tão fácil esquecermo-nos disso...

Nikki, sim, foi o ideal, estive sempre em casa e voltei com a alma mais limpa. Gostava de te ver miúda, também tenho tanta saudade tua! Para a semana tens uma horinha de almoço para mim? Bjs**

Blanche Cérise said...

E limpar a cabeça em sítios tranquilos e bonitos não tem preço! Ainda por cima Portugal é um país tão cheio de tantas coisas boas!
Fico contente por teres regressado cheia de vontade e de entusiasmo e com as energias renovadas!

Beijinhos e bom domingo*

anf said...

Podias ter feito uma visitinha aqui à je,
beijinho

Vera said...

Welcome back! :)

Cá te esperamos, quando conseguires vir sempre com muita coisa para conversar**

Andreia Crociquia said...

Casa! ;D Volta sempre!

Beijinhos,

Andreia Crociquia said...

Ah! Eu quero a nossa group pic ;)

Analog Girl said...

Blanche cérise, tão verdade! E espero que o retorno às rotinas loucas de trabalho não interfira com a minha calmia actual!

Anf, não fazia ideia que eras de Trás-os-montes! Para a próxima já sei!

Vera, acho que afinal este ainda não vai ser o ano do regresso ao Porto, mas vai certamente existir em breve e vamos conversar frente a frente até cairmos para o lado! :P

Andreia, envio as fotos mais logo! Foi tão tão bom e quero voltar a visitar-vos mil vezes!

alva quase transparente said...

Vejo que o "meu" norte te recebeu bem e tu registaste-o ainda melhor. Volta mais vezes que de certeza fará sempre melhor :)

Curiosa pelos projectos/plataforma.

Carla said...

Tao bom linda! Em que zona estiveste? Eu tenho familia em Mogadouro e este ano nao fui la e ja sinto falta. O ar é diferente, ha uma melancolia inexplicavel no silencio frio que bate na cara e as rochas e... Enfim, tudo! Bjinho grande

Analog Girl said...

Tal e qual como dizes, Carla. É maravilhoso.
Estive pela zona de Bragança e de Chaves. Tenho amigos a morarem por aquelas bandas e aproveitei para os visitar a todos... :)

Andreia Crociquia said...

Este fim-de-semana lembrei-me muito de ti. Fomos a Bragança. Vê lá como os destinos podem ficar associados a uma pessoa e memórias =) Um beijinho