Tuesday, June 16, 2015

Pause. Play!

All work and no play makes Jack a dull boy.
Esta frase do Shinning quase que se aplica a mim, se eu me chamasse Jack (e se fosse homem e se tivesse raízes anglo-saxónicas). As horas dos meus dias resumem-se a muito trabalho, a pouca brincadeira, a muita responsabilidade e muito cansaço. 

Ando a tentar não me deixar arrastar para um vórtice de dormência, mas também já percebi que essa não é a minha natureza. Eu sou pela alegria e pelo optimismo. Por isso enquanto não tinha muito mais que dizer senão fazer queixas do quão ocupada estou, decidi calar-me um pouco. Um mês de pausa parece pouco, mas ao mesmo tempo é um gigantesco espaço para não dizer nada. Sinto saudades do blog, saudades vossas. Sinto saudades da predisposição para escrever, de comunicar convosco nos comentários, de dizer parvoíces, desta partilha. 

Pus na cabeça que de hoje em diante terei de planear um bocadinho o que vou postar aqui pelo blog, que esta coisa de vir para aqui falar espontaneamente é divertido, mas rapidamente perco a pica, porque sem um plano sou engolida pelas tarefas diárias e depois lá volta este espaço a ficar ao abandono. Não tem piada nenhuma. E não pode acontecer, porque não gosto mesmo. Vou voltar e vou voltar como deve ser. 

E agora deixo aqui um curto resumo do que se tem passado nos últimos tempos:

- Trabalhei muitas horas, dormi pouco, resmunguei muito

- Fui ao estádio da Luz ver o Benfica a ser campeão

- Fui a uma festa no Martini Terraza e podia passar lá todas as noites de Verão (a beber Martinis, claro)


- Comi caracóis pela primeira vez este ano (e pedi um desejo que se tornou realidade)

- Jantei à beira-mar

- Caminhei bastante - e parei para "cheirar" as flores


- Fui à praia sempre que pude (abençoado concelho de Cascais e praias tão perto de casa)

- Fui novamente "tia" de mais um rapazinho no nosso grupo de amigas

- Aos poucos retomo os hábitos criativos e voltei a desenhar e pintar, com alguma frequência


- Andei de barco num dos últimos dias de provas da Volvo Ocean Race e quase adormeci a meio da corrida (não percebo nada de barcos, mas ficar na ronha ao sol é comigo)

- Tive uma semana de férias em casa, quase não dormi e fartei-me de tratar de burocracias e coisas práticas mas era mesmo o que eu estava a precisar

- Comi um churro de chocolate na feira de Oeiras com a minha irmã como é nossa tradição anual

- Não comprei manjericos e não andei por Lisboa como tinha planeado, mas curti os Santos à minha maneira, fui a dois ou três arraiais, cantei muita música pimba (que ainda não me saiu da cabeça), ri muito e bebi mais cerveja na semana passada do que tinha bebido desde o início do ano até agora

- Amei a vida intensamente, tive momentos de pura felicidade e reflecti tanto sobre tanta coisa. Sinto que já quase me encontrei onde antes me tinha perdido, e é bom voltar a reconhecer-me

- Aos poucos ando a ganhar hábitos de meditação

- Enquanto escrevo isto estava a pensar que devia mas é parar de comer porcarias, mas hoje tive de fazer um bolo de aniversário para um colega e já rapei os tachos todos que podia. Ao menos já recomecei a treinar no ginásio, nem tudo está perdido. No entanto, adoro o meu corpo (e isto poderá dar um post em breve, tenho reflectido muito sobre estes assuntos).



E é isto. Regressei esta semana ao trabalho e ainda estou a tentar perceber a quantas ando, mas voltei muito mais tranquila e feliz. 
A pausa fez-me bem. But now it's time to play.

11 comments:

Guilhim said...

Tens que te pôr no play mais vezes porque a malta tem saudades! E quando é que voltas a partilhar as tuas pinturas e desenhos?!

Beijinhos!

(e parabéns pelo re-encontro... sabe tão bem!)

Analog Girl said...

Obrigada Guilhim! E voltar aqui faz-me sentir mais eu também. Este blog já faz parte de mim. Pinturas e desenhos estão para breve, tenho de tratar de digitalizá-los. Algures esta semana ainda vai acontecer! ;)
Beijinhos!

alva quase transparente said...

oláaaaa!!!! Saudades!!!!!

fico aqui à espera do regresso em força...ou pelo menos umas páginas soltas.

Beijinhos

Patrícia Lima said...

:) Welcome Back!

Também tenho andado paradita na escrita. Há alturas em que somos engolidas pela vida e ficamos sem espaço para a por em palavras.

Vou seguir a tua lógica e começar a programar tb. By the Way, será que ficámos com a mesma música pomba na cabeça? Foi pena não termos dançado uma modinha! ;)

**

Agridoce said...

Compreendo-te tão bem... O meu blog também anda sempre aos soluços. Ao longo do dia penso em dezenas de coisas para escrever mas a agitação do dia-a-dia faz com que acabe por nunca escrever... Devia fazer como tu e planear... A ver vamos!

Uma curiosidade... Para que praia na linha costumas ir? Tenho andado a explorar e a testar, a última foi a de São Pedro, mas estava imensa gente e confesso que não tenho paciência... É ridículo morar a dois minutos da marginal e não tirar mais partido!

Um grande beijinho e não desapareças :)

Ana Burmester Baptista said...

Ena!!! Adivinha quem voltou??? Bem vinda!! Que saudades!
Apraz-me (que lindo, agora falo caro!) saber que ainda andas por aí e que, no geral, vais parando para cheirar as flores. Que as regues com Martini (se bem que dizem que a cerveja não engorda, mas eu prefiro-o e Rosso!), que cantes o pimba que quiseres e que gastes meia horinha a planear uma semana de posts. Não tem de ser um todos os dias, senão enjoamos de ti ;), mas assim doi ou três por semana, porque não?
Beijinhos!!

Lazy Cat said...

Que bom ter-te de volta, tinha saudades! =)

Beijinho

Analog Girl said...

Obrigada pelos vossos comentários meninas! :)
Pat, se ficaste com a "Coisa" na cabeça é essa que ainda paira nos meus ouvidos de vez em quando.

Agridoce, eu acabo por ser muito básica, e vou mesmo para aquelas que estão mesmo mais ao pé de casa, tipo a praia das avencas ou a de Carcavelos (na zona onde o areal é mais largo). A de Carcavelos está sempre muito cheia mas consegue-se arranjar espaço aceitável para a toalha (claro que ouves muita barbaridade de algumas pessoas que adoram falar alto e música dos adolescentes). A das avencas é mais calma, mesmo estando mais cheia. EU tento aproveitar sempre a manhã para aproveitar os momentos mais sossegados.
Podes sempre aproveitar também a praia da Parede, ou a da Poça em S. João, que são óptimas, mas pequenas e em determinadas horas todas elas estão a abarrotar...

Ana, é esse o plano, já determinei alguns temas, agora é voltar a escrever. Não quero perder o tino, mas o tempo continua sempre muito apertado.

Lazy, obrigada!

Beijinhos grandes pessoal!

Agridoce said...

Obrigada! Carcavelos já experimentei e não me convenceu, mas vou testar a das Avencas. E sim, ir cedo é mesmo o melhor :) Obrigada pelas dicas!

(não sabia que éramos tão vizinhas, mas devemos mesmo ser!)

Inês Silva said...

Também me sinto assim, demasiado afogada em trabalho e cansaço e venço-me muito por isso quando a minha natureza (pelo menos aquela que eu conhecia) não é essa. Anyway, nem sempre tenho algo de jeito pra comentar, mas gosto muito da forma como escreves, tão fácil de ler e ao que me parece, transparente :)

Analog Girl said...

Muito obrigada Inês, aparece sempre que quiseres! É tão bom ter feedback de quem me lê (mesmo quando acho que não digo nada de jeito :P)!
De resto compreendo-te perfeitamente, quando as coisas nos contrariam a natureza, é sempre mais difícil fazer aquele esforço suplementar. O meu blog não deveria ser um esforço, mas desligar-me dele foi de facto uma opção fácil. Agora quero recuperar essa alegria que me costumava trazer noutros tempos. Voltar a descobrir as coisas que me fazem feliz. :)