Monday, January 5, 2015

2015 sê bom para mim

Não costumo ir naquele discurso de pedir que um ano/mês/evento/whatever venha a ser bom para mim. Acredito que fazemos a nossa sorte e a nossa força é construída a cada passo. No entanto os últimos tempos estão a ser mais desafiantes do que o normal e tenho mesmo de pedir que este ano me trate bem.

Como sabem, recentemente tomei decisões pessoais que afectaram profundamente a minha vida e a minha forma de ver as coisas. O meu Outono/Inverno foi do mais incomum que se viu, o espírito Natalício foi inexistente, e as perspectivas de ano novo não são muito diferentes. Estava tão cansada que apenas queria que 2014 terminasse para fechar as portas que tinham de ser fechadas. E ficará sempre gravado na minha memória como um ano inesquecível, de muita luta interna, de muitas questões, de algumas respostas que antes não sabia responder, e de novas perguntas que ficarão sem resolução. Mas estou grata, aprendi muito com 2014, mais do que em todos os outros juntos, e creio que estou mais forte e mais determinada que nunca para seguir o meu caminho. 

2015 não teve o começo mais auspicioso, não estou tão determinada a estabelecer novos objectivos e metas para o novo ano como costuma acontecer, e já tive algumas surpresas desagradáveis. Nada que não se resolva, no entanto, faz sempre parte.

Em 2015 esperam-me os maiores desafios, o enfrentar de medos nunca antes sentidos, e recuperar-me, que me perdi em tanta luta interna, tantos nervos e algum materialismo. Simplificar a minha vida, cimentar os laços familiares, fortalecer as amizades, procurar paz e estabilidade, é o que mais procuro. Preciso de encontrar espaço para respirar, mas não quero deixar de ser activa e fazer coisas diferentes e desafiantes. 

Fiz recentemente uma meditação guiada com o foco no novo ano e a determinada altura deveria surgir-nos uma palavra que seria o que mais teria de trabalhar, e a palavra que me surgiu do fundo do meu ser foi "Serenidade". E acho que faz todo o sentido. Tenho sonhado muito, trabalhado muito, construído alguma coisa, mas preciso da devida paz para compreender tudo o que conquistei, e levar-me para novos patamares.
Ando cheia de vontade de recomeçar onde fiquei e tenho mil e uma tarefas em mente, e novos projectos a desenharem-se entre sinapses, mas vou alimentando as ideias com calma e paciência, qualidades que nunca associo a mim e aos poucos acredito que chegarei onde quer que me esperam.

(imagem via)

Fica aqui o pensamento que tenho mais presente neste momento. Um passo de cada vez. 2015, por favor sê bom para mim, prometo que serei paciente contigo e farei com que cada dia conte. 
Um excelente ano para vocês que me lêem e espero que 2015 me traga mais regularidade e mais vontade de escrever no blog (não fiz as contas mas estou em crer que 2014 foi mesmo o ano mais fraquinho por aqui). Obrigada por estarem desse lado. 
Vamos a isso?

8 comments:

Lazy Cat said...

Tenho a dizer que estás com a ideias muito mais arrumadas do que eu...

Que 2015 seja bom para ti e para todos nós. Beijo!

Analog Girl said...

Ahahaha Lazy, se desse para espreitar o meu cérebro acho que seria uma salgalhada de linhas e frases soltas sem fio condutor ou ligação entre as coisas. Mas também há uma forte possibilidade de eu ser um bocado drama queen. :P

Tem um bom ano miúda! ;)

Mariana Neves said...

Vamos! Li este texto e li-me a mim própria, por isso, volto a escrever: Vamos! Porque as duas precisamos de força e sei bem que ambas a temos. Um 2015 fantástico e um xi-coração virtual muito apertadinho! Beijinhos**

Analog Girl said...

Mariana, não tenho dúvidas que somos sim.
Um ano cheio de conquistas para ti. Go for it! :)
Beijinho

Ana Burmester Baptista said...

Eu não diria melhor. Irrita-me esta necessidade imposta de termos de fazer listas de objectivos que são invariavelmente esquecidos a meio de Janeiro. Por cá, também estou assim. Vou indo, vou plantando, vou resolvendo. Bom Ano! (E que seja em 2015 que nos encontramos para um café!!)

destavezsemdesculpas said...

Bom 2015. Espero mesmo ver mais de ti aqui. Gosto muito de ir acompanhando o que escreves e fazes. beijinhos :)*

Analog Girl said...

Ana, eu costumo adorar fazer listas de resoluções, não tanto por acreditar que as vou cumprir à regra, mas por gostar de fazer uma pausa, fazer o balanço do ano anterior e pensar no que posso melhorar e o que quero acrescentar à minha vida. Gosto destes balanços anuais, mas de facto a vida é uma continuidade e estes balanços não têm de acontecer obrigatoriamente nestas datas, especialmente quando ainda implicam muito trabalho e luta pela frente...
E sim, esse café vai acontecer, estou a pensar no final do mês, lá para o fim-de-semana de 24/25, achas possível? Vamos falando!
Beijinho e bom ano

Destavezsemdesculpas, muito obrigada! Um bom ano para ti e quero mesmo voltar mais ao meu cantinho, anda mesmo muito mal tratado... ;)
Beijinho

Cate said...

Beijinho, minha querida.
Trust the timing, for sure.