Tuesday, February 12, 2013

Sobre a falta de inspiração e como recuperá-la, talvez

Andava eu cheia de pica para fazer coisas para o dia dos namorados e o fim-de-semana inteiro fui acometida por uma preguiça gigantesca que mal me arrancou o rabo do sofá para fazer o básico (trabalhinho de dona-de-casa, que esse nunca acaba, como sabemos), e acabei por me ficar pela vontade. Ontem ainda tentei passar na loja do chinês mais próxima para cuscar os materiais baratuchos para as experiências que tenho em mente (a própria Alisa Burke defende que para testar as ideias, não vale a pena usar coisas boas, nada como material acessível para os testes), mas não havia lugar para o carro, estava demasiado frio, eu demasiado mal-disposta para caminhar ao frio e depois enfiar-me numa loja que cheira a plástico, e acabei por desistir e vir para casa fazer sopa.
Hoje já acordei cedo. Um curto feriado, mas confesso que estou com uma certa alegria infantil para ver como corre. Tenho algumas ideias para não ficar parada hoje e estou a ganhar coragem para me levantar e vencer a preguiça. Hoje já fiz os desenhos do dia em atraso, é incrível como uma coisa tão simples como fazer um pequeno desenho, às vezes uma imagem rabiscada e simples do que associo ao próprio dia pode fazer-me sentir que estou a progredir. Vou olhando para trás, para as páginas já riscadas e pintalgadas, algumas com mais detalhe e mais cuidado que outras e vou construindo um mosaico interessante deste ano. E muita vontade em ir mais longe. Estou ansiosa de recomeçar a elaborar os meus diários gráficos, tenho vários cadernos espalhados com vários desenhos, mas sinto que tenho de lhes pôr ordem.
Falando em pôr ordem, conhecem a April Bowles-Olin do blog Blacksburg Belle? Ainda há pouco sugeri os posts dela sobre a arrumação do seu crafts studio à Lazy Cat e lembrei-me de partilhar convosco algumas fotos do espacinho de trabalho desta rapariga. Coisa pouca. Com um espaço assim acho que nunca teria momentos de preguiça. No meu escritório há tanta desordem, tanta roupa espalhada porque é lá que a pousamos depois de um dia de trabalho (e para arrumar é sempre um castigo), tanta coisa misturada porque se eu gosto de ter material de artes, o P. gosta de ter material de som e instrumentos musicais, tudo isto num quarto mínimo. Pode-se imaginar porque é que fico a sonhar com este espaço...


Ok, bastava-me ter um móvel destes para o meu material e seria feliz.






(todas as imagens, são, obviamente da April e podem reencontrá-las no blog)

É de babar, não é? Claro, é extremamente girly, quase levado ao exagero, mas há ali detalhes de arrumação que me enchem os olhos, especialmente na utilização de caixas antigas e objectos vintage. Espreitem os posts 1, 2, 3 e 4 com ainda mais fotos, e as dicas de como organizar um espaço deste género em casa. Pois, eu também queria (suspiro). Mas agora mais a sério, há coisas que quero mesmo por em prática, em especial ter sítio onde colocar pincéis e canetas, anda tudo espalhado em estojos (o que nem é mau, gosto de ter material portátil), mas gostava de ter tudo mais acessível para sentir mais vontade de me sentar à secretária. Especialmente agora que fiquei sem impressora e ecrã extra de computador, vou poder desimpedir um pouco o espaço e repensar na organização do meu escritório. Se a coisa funcionar vou postar por aqui, claro! 

2 comments:

Helena said...

Gostei! Excelentes ideias. Bom feriado e bom trabalho :)

Analog Girl said...

Não há nada como gente inpiradora para nos dar novas motivações.
Obrigada! Boa semana para ti Helena! :)