Wednesday, December 19, 2012

Interior loving


Como é que os escandinavos conseguem? Como é que as sobreposições de branco funcionam tão bem? Como é que linhas tão simples e objectos tão monocromáticos conseguem dar este ar de paz, luz e sossego? Hoje passeei-me alegremente pelo pinterest e fiquei presa a esta imagem. Estou absolutamente apaixonada por tudo, tudo IKEA, tudo tão simples, tão prático, tão chamativo. Se alguém me dissesse "senta-te nesta cadeira e começa a fazer ilustrações" acredito que iria desatar a fazer coisas lindas e ser muito produtiva. Ou então sou só eu, que me deixo fascinar pelos cenários. Adoro Design de interiores, ainda me pergunto se algum dia conseguiria seguir esse caminho, mas mais do que um desejo consumista de móveis e objectos decorativos, o que me chama são os cenários que se conseguem criar, o ambiente. E eu via-me a trabalhar neste espaço, sentir-me-ia em casa aqui. Talvez seja esse o segredo da decoração escandinava. É tudo tão simples que se adequa às pessoas, aos desejos de cada um, ao íntimo.
Escusado será dizer que estou já a magicar maneiras de renovar o meu escritório lá por casa... E este blog vai já saltar para a minha lista de inspirações. Estou perdidamente apaixonada.

9 comments:

Vera said...

Eu gosto muito dos tons claros, de calma, principalmente no quarto. Em salas e escritórios, apesar de gostar de ver, soa-me sempre a pouco real. Gosto da cor dos livros, das fotografias, das canecas. Gosto de bocadinho de vida. Este fim de semana "restaurei" (que é como quem diz, peguei em tecido e forrei o tampo) a uma mesa para a por la no escritório. Escolho um tecido... vermelho às bolinhas brancas! (Nota-se que eu gosto de cor não é?) :)

Analog Girl said...

Eheheheh! Deve ter ficado um estouro. Mas olha, neste cenário um tampo vermelho às bolinhas não destoava nada. Vais mostrar fotos?

(o meu sonho ainda é ter um bom "escritório" para poder usar o meu estirador que o meu avô me arranjou. Mas ando com uma vontade de o pintar e forrar e experimentar coisas novas. É uma pena não caber na minha casa, é enorme.)

Vera said...

Pois ficava, tens razão. Mas já não ficava era tão "clean". Vou mostrar fotos (só está complicado arranjar tempo para as tirar, mas ele vai aparecer!)

(Pois, eu ando a passar pelo mesmo agora. Decidir o que faz sentido levar para a casa nova e o que fica em casa dos pais. Não é fácil e o espaço... é finito!)

art.soul said...

está lindo esse cantinho, adoro também :)
mas gosto por ser um cantinho, adoro os brancos como base mas depois gosto de ver cores ou padrões para definir zonas ou focar determinada zona. como costumo dizer, gosto de branco "with a splash of colour" ;)

Analog Girl said...

Este home office parece-me mesmo para as "pequenas coisas", para alguém dedicado a actividades artísticas este cantinho iria sempre encher-se de materiais coloridos, pincéis a secar, papéis espalhados e toda uma outra vida. Ainda assim, ali eu seria feliz. :)

Analog Girl said...

Aliás, os estrados que suportam o tampo da secretária estariam cheios de papéis... :)

Lazy Cat said...

O branco não me encanta. É frio e estéril. Porque raio os escandinavos, que já vivem numa terra gelada, insistem en trazer o branco para dentro de casa? Gosto muito mais dos tons quentes da madeira.
Mas cada um com os seus gostos =)

Analog Girl said...

Ah mas este é um exemplo de muito branco, há dezenas de exemplos em que eles recorrem à madeira, e fica lindo na mesma. Acho que eles usam muito branco para potenciar ao máximo a luz. Em países onde no Inverno só têm 4 horas diárias de sol há que impregnar a casa de luminosidade. E eu confesso que ADORO chão de madeira pintado de branco!

Analog Girl said...

Aliás, eu adoro branco, é a minha não-cor preferida. Mas sei que nunca conseguiria manter uma casa assim, mesmo que tentasse. O apontamento de cor permaneceria, nem que fosse numas calças de ganga esquecidas na cadeira ou assim... :P