Monday, February 18, 2013

Rabiscando


Hoje encontrei um vídeo delicioso, com umas dicas bem excelentes para soltar o traço e descomplicar o desenho. Às vezes custa tanto começar, uma pessoa detém-se no drama da folha em branco, do que quer fazer, por onde iniciar o desenho, qual a perspectiva, queremos mais detalhado ou menos, rabiscamos mais? menos?. Enfim, há todo um drama em perceber onde começar, o que fazer. Desenhar tem de ser aquele hábito diário. Eu bem que ando a preencher o caderno do desenho por dia, mas sei que preciso de mais treino, mais técnica, mais experiências. Há dias em que me apetece fazer algo elaborado, outros em que não apetece fazer quase nada, uns dias uso lápis, outro canetas de feltro, outros esferográfica... não há método e ainda bem, mas preciso de mais. Preciso de uma folha branca à minha espera, preciso de perder o medo de riscar. E de arriscar em coisas diferentes, menos convencionais.
E é mesmo nessa premissa que este vídeo se baseia.
Confesso que cheguei hoje a casa com uma dor de cabeça estonteante, mas não resisti a testar a brincadeira tão simples deste vídeo da Carla Sonheim. Adorei, tenho de a repetir com mais frequência. E adorei o trabalho dela, podem seguir no blog. Sinto que me abriu os horizontes, estou maravilhada.
Agora, abaixo seguem algumas das minhas experiências, fotografadas com luz manhosa e iphone, não estranhem a qualidade. Acho que como a autora, fiquei com a pancada dos elefantes. Dá um gozo enorme fazê-los.


 Elefantes (testei vários, muitos deles ficaram quase iguais, mas isto com treino vai lá)

 Cães (nem com esta liberdade de traço consigo fazer um cão decente)

Tartarugas

E para terminar, um pequeno caracol! :)

2 comments:

Lazy Cat said...

Parece os desenhos que fiz em tempos com o meu miúdo. Deixei-o começar, com os seus traços intuitivos e depois acrescentei a minha parte em cima. Tenho isso no Facebook, não sei se já viste...

Anyway, os resultados desse tipo de exercício são muito divertidos e surpreendentes. E tenho de dizer que gosto mais dos teus rabiscos que dos da Carla. =P

Analog Girl said...

Ena, obrigada! Foi só a minha primeira tentativa :)

Sou capaz de já ter visto os teus desenhos sim, sim, mas hei-de espreitar novamente para relembrar. Este é um tipo de exercício tão básico, mas realmente nada como voltar às origens para recomeçar. Uma coisa tão simples... :)